22 dezembro, 2015

“O crente e o não-crente para quem JESUS SABE BEM"


A pretexto do recente lançamento de O Livro Aberto – Leituras da Bíblia (edição Cotovia), de Frederico Lourenço - um “ex-católico à procura de uma conciliação entre o pensamento racional e a figura de Jesus” - o jornalista Carlos Vaz Marques desafiou Frei Bento Domingues para uma conversa com o escritor.

"Ao lerem a Bíblia, lêem ambos o mesmo livro ou a fé, que um tem e o outro não, altera substancialmente a leitura?

Frederico Lourenço – A fé pode alterar, naturalmente, o olhar sobre os livros. Se tivermos fé, e sobretudo se estivermos a ler o livro de acordo com a crença e a prática de uma qualquer modalidade do cristianismo – pode ser católica, luterana, protestante – estamos condicionados para ver um sentido que, se não tivermos fé, não somos obrigados a ver.

Frei Bento Domingues – O que é importante, antes de mais, é o facto de a Bíblia ser a biblioteca de um povo: de épocas muito diferentes, com géneros literários e problemáticas também muito diferentes."


Excerto do excelente artigo de Carlos Vaz Marques, publicado na “2”, revista do jornal Público de 20 Dezembro 2015.
Vale a pena ler na íntegra.

Foto tirada a net.

Sem comentários:

Publicar um comentário