26 março, 2016

Feliz Páscoa!

PÁSCOA

Foi por línguas de fogo
que aprendi a falar.
Que digo que não digo…
o melhor é calar.

O melhor é seguir
de peito aberto aos riscos.
Quem me mandou nascer
na Ilha dos coriscos?

Agrafa-me esse lume
num caderno de nozes
que se estão em poema
são muito mais que as vozes.

O Eterno me intima:
o tempo o templo arromba.
Sou caixa de rufar
o regresso da pomba.

Veni, Creator Spiritus.
Dou a notícia ao povo.
De entre vós será Rei
o que encontrar o ovo.

Poema de Natália Correia, in "O Sol nas Noites e o Luar nos Dias II"
Ed. Círculo de Leitores, 1993

Foto tirada da net.

2 comentários:

  1. Belo nesta desordem de cores nos jardins

    ResponderEliminar
  2. A páscoa deixa-me sem fôlego. Vale só haver uma por ano.

    ResponderEliminar